O calor aperta e, nas viagens para a praia, os chinelos de dedo são os mais usados pelos portugueses. Mas será esta a melhor opção?

Vários especialistas concordam que este calçado de verão (chinelos de dedo), pode causar sérios problemas nos pés. O problema não reside quando se limita o uso por um curto período de tempo como caminhar na praia, em torno de uma piscina, em áreas de vestiário, quartos de hotel ou até mesmo para tirar o lixo, mas sim pelo uso excessivo como calçado de eleição durante toda a época sazonal.

O que acontece ao seu pé quando abusa da sua utilização é denominado pelo efeito de dominó onde uma pequena dor leva a que o resto das articulações, músculos e ossos tenham de compensar para o pé manter o apoio fisiológico.

Esta dor pode surgir no tornozelo pela falta de apoio a que o pé está habituado durante todo o ano, advindo daí entorses ou torções. Quanto ao calcanhar e arco do pé os chinelos de solas finas não tem apoio interno o que fazes com que o pé entre em colapso e se deite estranhamente de forma plana originando a fasceíte plantar, a dor é muitas vezes descrita por uma sensação maçante ou afiada na planta do pé.

E mesmo os dedos do pé não estão a salvo, pois com apenas uma pequena faixa de tecido a segurar o chinelo ao pé, o que acontece é que os dedos contraem quase durante todo o caminhar para que o calçado não fuja. Ao longo do tempo, o uso excessivo do músculo, pode provocar tendinites, ou a inflamação dos tendões que ligam os músculos aos ossos. Já para não falar das garras digitais e formação de joanetes ou agravamento dos já existentes.

Um último alerta, não ignore as irritações entre os dedos e por todo o percurso da cinta do chinelo, bolhas e infeções podem ocorrer a partir daí pela qualidade do material, plástico ou tinta de revestimento.

Lembre-se sempre de colocar protetor solar nos pés enquanto utilizar calçado arejado.


José Couto
PODOLOGIA

Faça aqui o seu pedido de marcação de consulta

2020 © Ponte Saúde - Todos os Direitos Reservados

ERS: E-121837 | Licença de Funcionamento: 8097/2014 | Política de Privacidade